Em parceria com a Funsat, mães do CEDEG/APAE são formadas no curso de Barbearia

Oito mães e um pai do Centro de Educação Especial Girassol (CEDEG/APAE), formaram-se nesta quarta-feira (14/03), no curso profissionalizante de barbearia, promovido por meio de uma parceria entre a APAE de Campo Grande e a Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat).

A parceria tem o objetivo de capacitar as mães e empoderá-las para geração de renda. Enquanto os seus filhos são atendidos na unidade escolar, as mães fazem cursos de qualificação em um espaço construído para elas, também conhecido como Clube de Mães.

Com carga-horária de 61 horas e duração de 2 meses e meio, o curso foi ministrado nas segundas e quartas-feiras, nos turnos matutino e vespertino. Durante as aulas, os alunos aprenderam técnicas de cortes de cabelo e barba masculina e noções de empreendedorismo.

Foram aplicadas aulas teóricas e práticas, sendo as práticas realizadas em pessoas assistidas pelo Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante e População de Rua (CETREMI).

Maria Patrícia de 47 anos, moradora da Vila Carlota, mãe de três filhos, frisou as técnicas novas que o professor ensinou durante o curso. “Gostei da atuação do professor, ele trouxe técnicas novas e materiais diferentes, ele diversificou o curso esse foi o diferencial”, explicou.

O Professor do Curso de Barbearia, Thiago Toledo, falou do objetivo do curso. “Alcançamos nosso objetivo, qualificamos e conseguimos formar profissionais para faturar seus ganhos extras e ajudar nas despesas de casa, da família. As mães da APAE foram extremamente aplicadas e dedicadas, serão ótimas profissionais”, finalizou.

Presidente do Clube de Mães da APAE, Maria Ferreira de Souza, enalteceu a parceria entre a APAE e a Funsat. “Devido a deficiência das crianças, algumas mães não tinham curso profissionalizante. Essa parceria entre a APAE e a Funsat veio nos proporcionar oportunidades maravilhosas. Agora, essas mães estão capacitadas para atender os clientes, e, inclusive, às crianças com deficiência. Estou feliz em ver as crianças em sala de aula e as mães profissionalizadas”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *