Aluna do CEDEG/APAE conquista o primeiro lugar no Open Internacional Loterias Caixa 2019

A Atleta Flávia de Lima, 21 anos, aluna do CEDEG/APAE, venceu a modalidade de Petra (RaceRunning) do Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo e Natação 2019. O evento aconteceu de 25 a 27 de abril, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. A competição reuniu mais de 600 atletas de 20 países, sendo 243 da natação e 358 do atletismo. 

A Petra é praticada no Brasil desde 2009. Criada na Dinamarca, ela é mais uma opção para atletas com paralisia cerebral, que correm apoiados em um triciclo adaptado, que conta com suporte para o tronco, assento, guidão e três rodas. Os atletas não usam pedal, mas sim seus próprios pés para correr ou caminhar. O esporte reúne força, agilidade e superação.

Flávia tem paralisia cerebral e deficiência nas pernas e pés. Em um ano na Petra, já conquistou 19 medalhas e é dona do recorde brasileiro nos 100M feminino. De acordo com a mãe Elisângela Melhado, Flávia subiu ao pódio em todas as competições que participou, ficando sempre entre o 1º e 2º lugar.

“É bacana a divulgação da história da Flávia com a Petra, pois outros alunos também terão a oportunidade de praticar o esporte e ter a mesma qualidade de vida que a minha filha tem. Eu quero que a Flávia seja espelho para os outros”, contou a mãe emocionada.

Segundo Elisângela, a APAE tem colaborado muito no dia a dia de Flávia, principalmente por dar mais autonomia à menina. “Nós fomos ao Open Internacional e recebemos todo o apoio do CEDEG/APAE.  Se não fosse eles, essa medalha não existiria. Temos que ter gratidão às pessoas que nos ajudam, essa medalha é do CEDEG também. Tem muitas pessoas por trás dessa medalha. Ela é atleta? Sim! Se esforçou? Demais! Mas quem estava nos bastidores auxiliando? Toda ajuda é muito importante”, ressaltou.

Flávia competirá novamente em junho, e, se baixar mais seu tempo, disputará a modalidade no final do ano, em Dubai.

O Open Brasil Loterias Caixa de Atletismo e Natação é realizado anualmente pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. O evento conta com a presença de atletas dos cinco continentes e faz parte do calendário do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) das duas modalidades. É uma competição homologada internacionalmente e as marcas conquistadas pelos atletas nesta competição são válidas para o ranking mundial de atletismo e natação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *